A FONASA Aparelhos Auditivos é uma empresa comprometida com o bem estar do cliente, oferecendo o que há de melhor no mercado de aparelhos auditivos. Prestamos atendimento especializado, realizado exclusivamente por fonoaudióloga especialista em realização de exames de audiometria, comercialização, seleção, adaptação e manutenção de aparelhos auditivos, assim como o acompanhamento e orientação sobre todo o processo, deixando o usuário informado sobre cada detalhe da escolha de seu produto.

Contamos com a parceria de fabricantes conceituados no mercado mundial, oferecendo o que há de melhor em relação ao Custo/Beneficio, para que nossos clientes tenham acesso a preços mais acessíveis com qualidade superior.

Realizar o atendimento do paciente com humanidade, respeito e dignidade, deixando à escolha do paciente o melhor produto ao seu alcance.

Em todos os modelos encontramos alta tecnologia com o sistema digital, sendo na maioria automáticos, podendo ainda agregar opções de controle remoto e conexões auxiliares para sistema de TV e telefone via wireless ou Bluetooth.

Estes modelos são indicados para perdas auditivas de grau leve a profundo. São adaptados atrás da orelha. Diferem-se pelo tamanho e potência de cada um, na variedade de modelos que vai desde miniaturas de BTE considerados os mais discretos do mercado até os Super Power.

OPEN FIT - adaptados com micro tubo. Sua principal característica é deixar o ouvido ventilado, por isso chamado de adaptação aberta, unindo o som amplificado à audição natural. Indicado para perdas leves, as quais ainda mantem preservação de audição nas frequências graves.

CRT ou RIT (receptor no canal) - neste modelo o receptor é colocado dentro do canal auditivo, fora da caixa do aparelho, oferecendo maior desempenho, com qualidade sonora mais elevada por estar mais próximo da membrana timpânica. Por apresentar tamanho menor, oferece maior discrição. Não aconselhado para pessoas com frequentes episódios de otite.

BTE - aparelhos maiores, chamados Super Power, os quais são adaptados com molde auricular feito exclusivamente para cada pessoa, reproduz o som em maior intensidade. Recomendado para perdas severas a profundas.

 

Esses modelos são indicados para perdas auditivas de grau leve a severo e são produzidos sob medida para atender a anatomia de cada orelha individualmente. Nesta linha encontramos desde o modelo de menor tamanho, considerado um dos mais discretos, até o modelo intra auricular (ITE). Essa linha de aparelhos auditivos é indicada para pessos com boa destreza manual e boa capacidade visual por depender do manuseio habitual de partes pequenas. Não é adequado para crianças e para pessoas que apresentam episodios frequentes de otite.

CIC - Modelo de menor tamanho, considerado um dos mais discretos entre os usuários, sendo recomendado para quem possui exigencias maiores em relação à estética por ficar totalmente encaixado no conduto auditivo, ficando à mostra somente o fio de nylon transparente que auxilia na retirada do mesmo.

ITC - modelo de tamanho intermediário, adaptado no conduto auditivo porém com tamanho maior, indicado para as perdas levemente moderada até as perdas moderadamente severas.

 

ITE - se encaixa do canal auditivo até a área da concha, permitindo maior potência de amplificação dentre os customizados

 

EXAME DE AUDIOMETRIA TONAL E VOCAL;
SELEÇÃO E ADAPTAÇÃO DE APARELHOS AUDITIVOS;
VENDAS DE PILHAS E ACESSÓRIOS
ATENDIMENTO DOMICILIAR SEM CUSTO;
ACOMPANHAMENTO E REVISÕES;
CONFECÇÃO DE MOLDES PARA APARELHOS CUSTOMIZADOS;
CONFECÇÃO DE TAMPÃO PARA NATAÇÃO;
TROCA DE TUBO DE MOLDE;
MANUTENÇÃO E CONSERTOS;

AUDIOMETRIA: Exame capaz de identificar o limiar auditivo. Quando há presença de comprometimento auditivo, avalia o grau e o tipo da perda auditiva, possibilitando assim a indicação e adaptação do aparelho auditivo quando necessário.

PERDA AUDITIVA: É quando constatado dificuldades em ouvir determinados sons, sendo estas comprovadas por exames de audiometria e complementares. Pode se dividir em Perda auditiva, Condutiva, Neurossensorial ou Mista. No caso da perda auditiva condutiva, o médico irá aconselhar a melhor forma de tratamento, na maioria das vezes medicamentosa. Quando a perda auditiva é neurossensorial ou mista dependendo do grau na maioria das vezes a indicação passa a ser o uso de aparelhos auditivos. Para determinar se o seu caso é aparelho auditivo procure um Otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo, estes profissionais lhe indicarão a melhor forma de tratamento.

APARELHO AUDITIVO: é um dispositivo eletrônico capaz de permitir que a pessoa ouça novamente os sons. Para que possa usufruir de todos os benefícios disponíveis é preciso que leve em conta não só o custo mas também, o conforto que se espera obter com o seu uso.

ATITUDE: A necessidade de usar aparelhos auditivos não deve ser menosprezada. Um aparelho bem adaptado fará com que a pessoa possa desfrutar do mundo sonoro em sua volta com conforto e qualidade. Caso lhe seja indicado o uso de aparelhos, tenha paciência para testar diferentes modelos e ouvir os profissionais fonoaudiólogos, estes lhe indicarão a melhor solução.